O povo cordial

Somos um povo cordial. É fato. Mas o congraçamento entre os povos que temos visto nas arquibancadas durante essa Copa é, sem dúvida alguma, o ponto alto desta competição. É claro que temos visto excelentes partidas de futebol, com raríssimas exceções, o que também tem contribuído para a beleza do espetáculo.

O que temos visto nas ruas, bares, estádios e pontos turísticos deixa-nos com uma grande sensação de alívio, temerosos que estávamos de não realizar uma grande Copa do Mundo e, principalmente, da imagem negativa que os estrangeiros poderiam levar de nosso país.

Nosso povo está se desdobrando para receber e agradar torcedores do mundo inteiro que chegam ao nosso país havidos para conhecerem as nossas belezas naturais e a alegria que nos é tão peculiar.

Há pessoas que teimam em misturar a Copa com política, mas o povo está demonstrando na prática que “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.” O cidadão comum está descontente com seus líderes e com o encaminhamento das questões econômicas. É vergonhoso termos políticos presos e participantes ativos nas questões do partido que governa o país, mas isso nada tem a ver com a Copa.

Nós queremos fazer a melhor Copa do mundo e deixarmos uma boa impressão em todos os torcedores que vierem nos visitar. Queremos mostrar um Brasil exuberante, um povo acolhedor e alegre, e, principalmente, que sabe respeitar as diferenças. Sim, temos os nossos problemas, mas trataremos disso depois da Copa.

Agora o momento pertence ao futebol, independente das nacionalidades. Que o espetáculo continue sendo belo, que os artistas da bola continuem respeitando o torcedor brasileiro e aqueles que vieram ao nosso país em busca da magia e do espetáculo que reúne jogadores, árbitros e torcedores em volta de uma esfera redonda. A bola vai continuar rolando, os gols continuarão a ser motivo de gritos e abraços. Como uma onda que nasce no infinito, a magia do futebol continuará a reinar entre nós, levando a torcida a explosões de eterna felicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *