Mãe, todo mundo tem

Mãe todo mundo tem, mas ninguém tem igual a minha. Caraca! Minha mãe é demais! Sei que na Tv aparecem umas mães lindas pedindo e recebendo presentes, mas a minha mãe é mais bonita porque ela é real e as outras são de mentira.

Desde que me lembro de alguma coisa tudo está sempre relacionado com a minha mãe: ela me dando banho, fazendo café, de levando para passear, me mostrando orgulhosa pra todo mundo…

Lembro também dela me dizendo sempre “Não!”: não pode mexer, não pode comer, não pode botar na boca. O “sai” também é uma palavra que a minha mãe usa muito: sai daí, sai daqui, sai de cima do muro, sai de cima da árvore, sai da rua…outra palavra que não gosto e minha mãe diz muito, e creio que as outras também, é “vem”, principalmente se ela vem acompanhada de outra, também, “cavernosa”: banho. Não sei por que a gente tem que tomar banho se vai se sujar de novo!

Ter mãe é tudo de bom. Dormir na cama dela, chorar no colo dela, passar as mãos nos seus cabelos penteando seus sonhos…

Sempre ouvir dizer que uma mãe quer o melhor para seus filhos e eu quero o melhor para a minha mãe. Dizem que uma pessoa na América criou o dia da Mãe. Dizem que foi para vender presentes, que o dia da mãe é todo dia, mas eu acho legal ter um dia todo pra nossa mãe e que nesse dia ela sinta que nós, os filhos, a amamos e que seremos sempre filhos, não importa se temos um dia de vida ou noventa anos.

O meu amor pela minha mãe é sinistro, é dez, é irado, é demais.

Mãe, eu te amo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *